Sexta-feira, 9 de Fevereiro de 2007

Introdução

  O homem sempre admirou o voo suave dos pássaros, aquelas habilidades  e técnicas naturais herdadas de Deus, que sempre foram de causar inveja. Ao passar dos tempos alguns aventureiros tentaram de alguma forma imitar os seres  voadores, mas não obtiveram sucesso, Leonardo da Vinci foi  uma figura que pesquisou  a  anatomia  dos pássaros, obteve informações do comportamento das asas em  relação  ao ar. Tempos depois tivemos  a colaboração  de  Alberto Santos Dumont, que conseguiu voar com seu 14-BIS,  aeronave  biplano, durante  alguns metros, e com isto fez desencadear a aviação  mundial. Com o efeito das guerras, a indústria aérea teve um  grande  impulso, promovendo estudos e pesquisas para o aperfeiçoamento de aeronaves.

Para que um avião voe, é necessário que algum tipo de força consiga vencer ou anular o seu peso, então vamos verificar neste blog o que  realmente acontece fisicamente quando ele está em movimento, originando fenómenos que irão ser explicados no desdobramento desta matéria, na qual as asas, também chamadas de aerofólios serão objecto de estudo. A aviação está baseada nos princípios da física, alguns estudados na escola, explicando-nos todos os mistérios que giram em torno desta prática. Muitas vezes, quando alguma pessoa vê pela primeira vez um Boeing ou um Airbus descolando num aeroporto, não imagina como aquela máquina com algumas toneladas consiga ficar afastada quilómetros do solo. É por estas razões que este assunto se torna muito curioso e apaixonante.  


publicado por Grupo VII às 08:50
link do post | comentar | favorito

.Grupo VII

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.links

.posts recentes

. Introdução

. Fundamentos físicos

. As 4 forças aerodinâmicas

. Motores convencionais

. Motores a reacção